segunda-feira, 20 de abril de 2020

Convide


art by @thuta_vares


Se os artistas sempre preferiram fazer alusão ao impossível, agora mais que nunca. Em tempos de quarentena e isolamento social, a arte prevalece como constante companheira. É do ramo das ciências humanas que vem os atores, cantores, pintores e demais profissionais que reforçam que este seguimento é muito mais que apenas cultura, é a perpetuação das ações do mundo como um todo. 
Com o isolamento e alguns toques de recolher, o mundo se vê em consumo maciço de internete, tevê e música. Sim, se você ficar nos créditos ao final do filme ou da série, até mesmo um programa da tevê aberta, você verá as pessoas diretamente ligadas aquilo. 
Num program de tevê, como uma novela, por exemplo, você pode pensar apenas nos atores em sim, mas tem um corpo de direção, montagem, figurino, som, edição, executivos que arrecadam dinheiro pra produção e tantas outras coisas diretamente ligadas. Ou seja, mesmo que seja uma série de tevê que uma pessoa fica em monologo suspendendo 30 minutos por episódio, inda assim você terá pelo menos umas cinquenta pessoas por trás. No youtube não seria diferente. Existem canais e canais com o mais diverso conteúdo divulgado para o mundo todo e equipes que só trabalham com os bastidores do processo.
As ciências humanas são inúteis ao ponto de: se não existissem, você não teria seu programa favorito, sua saga seja ela Harry Potter, Game of Thrones, Senhor dos Anéis ou mesmo o entre Star Wars e Star Trek não existiriam. Atente que falo de modo amplo e contundente que a ciência humana, quando vazada na arte te devora o tempo inteiro e você finge que ela não é importante e deixa os outros quererem aboli-las sem pensar.
Em pesquisa de simples conceito a famosa página wiki nos trás uma dicotomia entre ciências humanas e ciências sociais, mostrando o que é social (como psicologia e sociologia) e o que é humano (como letras e filosofia). O mais interessante é que o ensino de filosofia, história, dança, música e afins são alvos da extrema direita nacional. A história como ciência fica entre as duas e cada nacionalidade vai defini-la a seu critério. 
De acordo com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, ou para os íntimos apenas CAPES, as ciências humanas englobam as seguintes linhas de conhecimento:

1) Filosofia;
2) Sociologia;
3) Antropologia;
4) Arqueologia;
5) História;
6) Geografia;
7) Psicologia;
8) Educação;
9) Ciência Política;
10) Teologia.

Dentro destes dez itens existem inúmeros subitens que encaminhas as linhas das ciências de cordo com sua própria estrutura metodológica científica. Mas o que isso quer dizer? É simples: se a CAPES, a responsável pela estrutura da árvore do conhecimento, fizer a exclusão da essencialidade das ciências humanas dos currículos pedagógicos, tudo vira um caos. A ciência humana em conceito não tem arte, não tem dança, canto ou teatro. Se retirar das universidades a Educação, por exemplo, acabam os cursos de licenciatura e a própria pedagogia por não terem mais uma estrutura que fundamentem as teorias e práticas do ensino-aprendizagem. Como formar professores sem esse galho da árvore? Outra coisa, retirar Filosofia e Sociologia não farão as pessoas parar o pensamento, o questionamento, as revoltas, manifestações e inquietudes que são, sabidamente, intrínsecas ao ser humano.


Falar que a extrema direita está errada ao pedir extinção das Ciências Humanas é certo para você?
Você consegue imaginar um mundo sem esses 10 itens sendo ensinados e estudados? 
Em tempos de pandemia e isolamento social tudo pode ser gatilho. Pandemia e isolamento social é fato novo, não se engane. Assisto com muito medo todas as manifestações que o movimento autoritário faz: movimentos contra democracia, gritos contra cultura, banalização do conhecimento científico e todo dia é uma blasfêmia histórica e social diferente. 
Toda essa raiva vem da falta de poder absoluto, toda essa raiva não é nova, toda essa raiva não vai passar assim do nada. A luta contra a ignorância é vital, é através do diálogo ou da porrada. Cada época tem sua arma.
Dizem que quanto mais evoluída a civilização, menos violência. Em que tipo de civilização você está?
Aproveito esta ultima para te dizer que o processo reflexivo é inquietante e divertido. Te mostro que essas questões promovem sabedoria. Vem comigo?



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fantasia

Arte de @raytongart V oltei a ver alguns animes. E, desde que voltei, percebo o quanto o machismo e erotização é exagerada e comum. Todos os...