Tua mensagem me lembrou PalavrasdeDuas



Depois dos dezoito a gente aprende que tem amor que não precisa ser pra vida inteira. Não é fácil destruir toda aquela história de que amores são aqueles que vêm e ficam pra sempre, mas a gente aprende. Aprende vendo aquele casal que a gente tanto apoiava e que tanto se dava bem separando, aprende vendo pessoas que juravam nunca sair da nossa vida, pegando as coisas e indo embora. A gente aprende que pra ser amor não precisa ficar, alguns amores vêm e ficam o tempo que é preciso pra nos ensinar ou aprender algo, mas um dia se vão, porém, não é porque acabou que não deu certo, não importa o tempo que ficou, o amor não é cronometrado. Deu certo até ali, só chegou a hora de cada um seguir seu caminho e isso não anula o amor que foi um dia e que também ficou. Por quanto tempo foram a companhia perfeita para o outro? O quanto cresceram juntos? São inúmeras histórias pra contar que não anulam só porque não terão mais um futuro como manda o manual. A relação existiu, foi linda enquanto durou, não importa se foi um mês ou um ano, um fez parte da vida do outro e isso ninguém pode mudar. Cada um segue levando um pouco do outro, porque querendo ou não a gente sempre planta algo de nós dentro do outro. Mesmo que a relação tenha acabado, ambos serão especiais para o resto da vida. O final não tem a mesma beleza do início, seja ele de uma forma ruim ou boa, mas ele também tem seu devido valor, porque tudo que começa tem que acabar um dia, às vezes acaba antes do que o coração esperava, mas o importante é que um dia existiu, um dia o amor pulsou ali e vai pulsar, de alguma forma, mesmo que ainda não estejam juntos, porque tem amores que não precisam ser vividos a vida inteira.
Por Jhenifer.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas