domingo, 27 de novembro de 2011

Vento


Questiono os gestos mais simples,
Escrever este texto,
tentar dizer aquilo que foge às palavras e que, no entanto,
Precisa delas para existir com a forma de palavras.
Mas eu questiono,
Pergunto-me,
Será que são necessárias as palavras?
Eu sei que entendes o que não sei dizer.
Repito: eu sei que entendes o que não sei dizer.
Essa certeza é feita de vento.
Eu e tu somos esse vento.
Não apenas um pedaço do vento dentro do vento,
Somos o vento todo.
Escuta,
Ouve.
Amor.
Amor.

Um comentário:

(In)Competência

  Imagem por @brianchorski Era uma questão de tempo quando ele veio se redimir outra vez. É sempre sobre escolhas, família, amores e sonhos,...