sábado, 27 de agosto de 2011

Folha em Branco



Diante de mim uma folha em branco
Cheio de sentimentos com alma calada,
Na mente um barulho como grunhido
Um buraco sem fundo que fala de nada. 

No peito uma angustia, estou mudo!
Não sai palavras e nada me agrada.
O risco é um barulho como o gemido
Ansiedade que matem a mão cerrada.

Os olhos tristes, confusos, vazios
Nada vêem na folha que está em branco.
A lembrança traz a nostalgia dos delírios 
Dos velhos tempos sonhando com avanço.

Antes da folha em branco grandes textos,
Apresentados com cuidado e emoção:
Assim caminho construindo os sentidos
Com o desejo de ser lido como canção.

Ainda de olho da folha totalmente limpa
Com as mãos trêmulas segurando a caneta.
Ouro não encontro por mais que se garimpa
Mas sei que a experiência vira texto na hora certa.

Algumas verdades sobre nós. Sobre mim.


Coisas que fazemos ou fizemos, quem negar vai morrer preto! Olha lá:
Pausar a música por 1 minuto e 1 hora depois perceber que ela ainda tá pausada.
Todo fim de ano, dizer que o ano passou rápido
Receber a prova, dar uma lida rápida por cima de todas as questões e pensar: FODEU!.
Responder: "Não" quando alguém te pergunta "Tudo Bem? só pra ter assunto pra conversa.
Sempre quando está jogando vídeo game em uma parte muito importante sentir coçar o braço/nariz
Falar para a mãe do meu amigo, que estava sem fome, mas estava com muita fome.
Apostar comigo mesmo. Ex.: Tenho que atravessar esta rua em 5 segundos se eu perder eu vou perder uma perna.
Mostrar um vídeo engraçado do YouTube pra alguém e ficar olhando pra cara da pessoa pra ver se ela ta rindo.
Brincar com o cronômetro, tentando parar em tempos redondos.
Ficar empolgado na hora de comprar o material pra começar o ano, e na primeira semana não aguentar mais aula.
Ficar até o final do filme no cinema para ver se tem cena extra.
Ter sempre a última folha do caderno rabiscada.
Fazer um barulho com o pé/cadeira, parecer que foi um peido e continuar fazendo pra perceberem que não é o que estavam pensando.
Tentar abrir a porta do carro no exato momento que ela está sendo destravada, não consegue tenta de novo e acontece a mesma coisa
Estar no meio de um sonho e saber que aquilo não é real , que é só um sonho.
Tentar arrotar o alfabeto.
Fazer moicano, no banho, com o cabelo cheio de espuma.
Lamber os dedos sujos de Doritos.
Abaixar o som do PC achando que alguém estava te chamando, e não era ninguém
Entrar na farmácia só pra me pesar.
Chamar o Faustão de gordo-chato, quando ele interrompe alguém
Clicar com o botão direito no emoticon do MSN só pra ver o significado que a outra pessoa colocou.
Ficar irritado quando a banda que você gosta vira modinha.
Acordar 10 minutos antes do horário marcado no despertador e dormir de novo até ele tocar.
Ficar comendo milho que sobra da pipoca.
Colocar de volta a pontinha do lápis quando ele quebra e não tem apontador por perto.
Trocar o toque do celular e ligar pra ele do fixo pra ver como ficou.
Procurar alguma coisa loucamente e só achar depois que já desistiu de procurar.
Salvar arquivos com o nome asdasfasfdasd por preguiça.
Não olhar diretamente pra professora quando ela está perguntando algo pra turma ou chamando na frente, com medo de escolher você.
Acordar 10 minutos antes do horário marcado no despertador e dormir de novo até ele tocar.
Sair do banho, notar que esqueceu a toalha e ficar gritando: "mããããe!"
Falar pro professor:"Tá, já entendi" mesmo que não tenha entendido. Só pra ele parar insistir em tentar te explicar.
Apagar tudo que estava escrevendo, quando vê que a outra pessoa está digitando alguma coisa no MSN.
Ficar desconfortável quando está assistindo TV ou um filme com os pais e começa uma cena de sexo
Assistir a "Polishop TV" quando não tem nada passando de mais interessante.
Fechar a porta da geladeira devagar e ficar olhando para ver quando a luz apaga.
Entrar no banheiro com a luz apagada, e quando sair, acender.
Enviar o Relatório de Erros do Windows na primeira vez que viu isso, depois se dar conta que não adianta nada.
Dar uma de DJ aumentando e diminuindo o volume do rádio.


Faculdade


1 - Não importa o quão tarde é a sua primeira aula, você vai dormir durante ela.
2 - Você vai mudar completamente e nem vai notar.
3 - Você pode amar várias pessoas de maneiras diferentes.
4 - Alunos de faculdade também jogam aviões de papel durante as aulas.
5 - Se você assistir às aulas calçado, todo mundo vai perguntar por que você foi tão chique para a faculdade.
6 - Cada relógio no prédio mostra um horário diferente.
7 - Se você era inteligente no colegial... azar o seu!
8 - Não importa tudo o que você prometeu quando passou no vestibular, você vai às festas da faculdade, mesmo que sejam na noite anterior à prova final.
9 - Você pode saber toda a matéria e ir mal na prova.
10 - Você pode saber nada da matéria e tirar dez na prova.
11 - A sua casa é um ótimo lugar para se visitar.
12 - A maior parte da educação é adquirida fora das aulas.
13 - Se você nunca bebeu, vai beber.
14 - Se você nunca fumou, vai fumar.
15 - Se você nunca transou, vai transar.
16 - Se você não fizer nada disto durante a faculdade, não fará nunca mais na vida, a não ser que você faça uma nova faculdade.
17 - Você vai se tornar uma daquelas pessoas que seus pais falaram para você não se meter com elas.
18 - Psicologia é, na verdade, biologia.
19 - Biologia é, na verdade química.
20 - Química é, na verdade física.
21 - Física é na verdade matemática.
22 - Ou seja, que mesmo depois de estudar anos, você não vai saber nada.
23 - Que sentir depressão, solidão e tristeza, não são frescuras de quem não tem o que fazer.
24 - Que você sempre vai prometer que no próximo bimestre você vai estudar mais, festejar menos, mas sempre acontecerá o contrário.
25 - As únicas coisas que compensam na faculdade são os amigos que você fará lá.
26 - Não verá a hora de terminar a faculdade.
27 - E quando terminar, perceberá que foi a melhor época de toda a sua vida.


E Se o Harry Potter Fosse Brasileiro?


1 - O Rony se chamaria Ronyscleidson Wesley da Silva, e teria entrado em Hogwarts pelo PROUNI.
2 - Quadribol seria narrado pelo Galvão Bueno, gravado no Morumbi, e existiria tráfico de poções alucinógenas.
3 - Ele subiria na vassoura e gritaria: “É nóis que voa, bruxão!"
4 - O "Chapéu Seletor Falante" seria um boné de aba reta.
5 - Tiririca seria Ministro da Magia.
6 - A Murta que Geme seria a Joelma do Calypso.
7 - Hermione estaria grávida no segundo filme.
8 - Grifinória, Sonserina, Lufa-Lufa e Corvinal seriam escolas de samba.
9 - Os N.I.E.M's iam ser cancelados por erros no pergaminho-resposta.
10 - A escola Hogwarts estaria de greve.
11 - Os filmes seriam "A Pedra do Crack", "A Câmara de Gás", "O Prisioneiro do Carandiru"
12 - Draco Malfoy iria de revólver calibre 38 para Hogwarts.
13 - O Torneio Tribruxo iria virar uma micareta de 3 dias com bebida liberada.
14 - Dolores Umbridge seria Dilma Rousseff.
15 - A tia dos doces no trem a caminho de Hogwarts estaria sempre dizendo "Eu podia estar matando, roubando..."
16 - Em vez de Corujas, seriam Urubus!
17 - A banda preferida de Lord Voldemort seria INIMIGOS DO HP.
18 - O ministro da magia seria acusado de participar de esquemas de desvio de dinheiro e mensalão.
19 - O beco diagonal seria a 25 de Março.
20 - O Hagrid não teria um dedinho da mão e se chamaria Lula.
21 - Snape se chamaria Severino Cobra Souza.


Tipos de Namoradas



1. Maria Gente Boa – "Entradas pro Maraca? Oh, amor, não precisava!"
Também conhecida como: Maria Amigão, Maria da Galere
Vantagens: Alegre, agradável, bacana.
Desvantagens: Pode cair na real um dia.
2. Maria Azeda – "Seu paspalho, imbecil, demente, neto de uma xuca! Não está vendo que me faz sofrer??"
Também conhecida como: Maria Perdigoto, Maria Megafone
Vantagens: Presta atenção em você.
Desvantagens: Guincha; taca frigideira.
3. Maria Tô-Mal – "Ai, minha cabeça. Minha cabeça. Meus pés. Cólica. Celulite".
Também conhecida como: Maria Escalda Pés, Maria Me Ajude Doutor
Vantagens: É previsível.
Desvantagens: É contagiosa.
4. Maria Mandona – "Senta direito. Muda essa camisa. Corta o cabelo. Larga isso. Vai trabalhar. Não me olha assim".
Também conhecida como: Maria Isso, Maria Aquilo
Vantagens: Está certa muitas vezes.
Desvantagens: Está certa muitas vezes, mas e daí poha?
5. Maria Insatisfeita – "Não consigo me decidir! Devo mudar de facul, de objetivos, de cidade, de tintura?"
Também conhecida como: Maria Dúvida Cruel, Maria Comofas
Vantagens: Se tranqüiliza facilmente.
Desvantagens: Se desespera mais facilmente ainda.

6. Maria Louca Fora de Controle – "Tive uma idéia. Vamos ficar bêbados e trepar no quintal da frente. Já fiz isso antes. É divertido, gemza".
Também conhecida como: Maria Locadocudela, Maria Antonieta
Vantagens: Mais divertida que um desenho do Pica-Pau.
Desvantagens: Tira as duas mãos do volante quando está dirigindo; não dá pra confiar nela.
7. Maria Ranca Toco – "Não vejo nenhuma graça nesses quadrinhos idiotas que você vive lendo e rindo feito imbecil".
Também conhecida como: Maria Não Enche, Maria Bom Dia Por Quê?!
Vantagens: Seus amigos terão pena de você.
Desvantagens: Você não terá amigos.
8. Maria da Lua – "Acho que essa dança sagrada vai explicar como me sinto sobre o nosso relacionamento".
Também conhecida como: Maria Incenso, Maria Chama Violeta
Vantagens: Hilária; misteriosa.
Desvantagens: Vai querer ler alto as poesias que faz.
9. Maria Perfeitchenha – "Estou plenamente satisfeita com você exatamente como é, meu namorado lindo, genial e gostoso! Acho que devemos trepar como dois demônios da tasmânia albinos agora!"
Também conhecida como: Maria Eu Quero Você Aqui Ó, Maria Opa É Agora
Vantagens: Engraçada, inteligente, desinibida.
Desvantagens: Não terá afinidade nenhuma com você.

Tipos de Namorados


1. João Bonzinho – "Depois que eu lavar a louça, vamos ficar abraçadinhos e zuntinhos, tá OK, meu benzinho?"
Também conhecido como: João Denguinho, João do Lóvi.
Vantagens: Bem comportado; passa as próprias camisas.
Desvantagens: É tão compreensivo que irrita; perfeito paspalho, shoralitruz.
2. João Ódio Gratuito – "As pessoas são idiotas. Quero que o mundo se exploda ou se imploda, tanto faz. Vamos ficar em casa vendo televisão".
Também conhecido como: João Rasga Tapete, João Que Porra É Essa.
Vantagens: Não fica galinhando por aí; é previsível.
Desvantagens: Chato pra caralho.
3. João Delicado – "Mimimi-midesculpa… seja lá o que eu fiz, deculpi-pipipipi".
Também conhecido como: João Só Digo Sim, João Mil Perdões
Vantagens: Dá um pulo hilário quando toma um susto.
Desvantagens: Se assusta com qualquer miséria; desiste sem tentar.
4. João Bombado – "Fecha a matraca, estou raciocinando".
Também conhecido como: João Açaí Com Granola, João Bravo
Vantagens: Abre qualquer tampa; é fácil de enrolar.
Desvantagens: Pode te partir no meio; sua igual um porco.
5. João Soneca – "zzzzzzzzz"
Também conhecido como: João Boa Noite, João Blecaute, João João JOÃO!
Vantagens: Alvo fácil; não pode reclamar que não tem descansado.
Desvantagens: Dificilmente vai realizar algum sonho seu.
6. João Serão Extra – "Quem, eu?…"
Também conhecido como: João Gandaia, João Pés de Pluma
Vantagens: Pode ficar se corroendo de culpa.
Desvantagens: Pode estar se divertindo horrores.
7. João Loverboy – "Depois que eu lavar a louça, vamos trepar como dois demônios da tasmânia epilépticos, OK?"
Também conhecido como: João do Be-Bop-a-Lula, João Vem Aqui Minha Nega, João da Brinks
Vantagens: Está sempre pronto.
Desvantagens: Está sempre pronto.
8. João Sonhador – "Um dia serei rico e famoso. Não sei como, mas…"
Também conhecido como: João Prometo Q Um Dia, João Acorda Alice
Vantagens: É bom contador de histórias.
Desvantagens: Vai se transformar no João Não Sei O Que Houve.
9. João Todo Perfeito – "Enquanto os criados lavam a louça, façamos amor como dois demônios da tasmânia no cio em meu iate novo, OK?"
Também conhecido como: João Mastercard, João Bolso Sem Fundo
Vantagens: É a resposta às preces de toda mulher.
Desvantagens: Devido à caça predatória, tá praticamente em extinção.

Lua Cheia e Amigos


 Esquecer um polco da rotina me faz bem. Não querendo parecer injusto com o meu dia, mas ter pessoas que te fazem sorrir é muito bom. Numa dessas noites de lua cheia, fui convidado a participar de algo que há muito não se via, uma noite com os amigos.

 A minha expectativa era outra quando fui convocado para conversas casuais e companhias particulares, porém foram agregando pessoas e situações que foram impossíveis de se deixar passar. Sei que minha presença não foi muito ativa, até pelo fato das minhas condições emocionais do momento, mas tentei participar da melhor forma possível, tanto é que em todas as 37 vezes que iam ao Extra comprar coisas eu ia junto.

 Ao todo foram várias rodadas de bebidas, comidas, histórias e risadas. Tudo ao som do puro silêncio de um prédio à beira mar. Silêncio este interrompido diversas vezes por risadas, gritos e discussões. É tão peculiar a arte do bêbado que, quanto mais se bebe mais surdo ele fica, falando assim cada vez mais alto. Contudo não fora tido nenhum tipo de reclamação em nosso desfavor.

 A única reclamação fora que não tinha gás, e consequentemente, também não tinha água quente. A noite não foi perdida só porque não houve quitutes feitos por mim, e como toda boa arte brasileira, improvisamos. As horas passaram de forra tão rápida que, num piscar de olhos ou depois de alguns goles daquele delicioso suco de maracujá com leite condensado, e eu não tenho diabetes vale salientar, estávamos serenos como da primeira vez.

 Quem tem amigos e aventuras com estes, não precisa de drogas para ficar High, basta um tempinho com estes e seus sabores favoritos, sejam eles Absolut, Doritos, Toddynho ou Sushi. Se cada um tiver seu petisco favorito a conversa flui de um jeito incrível e avassalador. Não tomando parte as obscuras e cabeludas partes, obviamente. Até porque não se estava apenas entre amigos, mas sim entre namorados, e poderíamos queimar o filme das meninas, ou melhor, elas poderiam se queimar. Visto que as mesmas eram quem puxavam as histórias.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Dear John


 Segue-se uma linha de Easy Listen, a OST de Querido John (Dear John) é tranquila, cheia de momentos de recordação. Assim como a própria literatura, dar-se um tom meio flashback para a própria realidade.      Confesso que ao pegar umas cartas e lê-las, sendo estas alegres ou tristes, eu as leio ao som de Dear John, pois só essa trilha realmente capta o que há de infinito numa pausa singular de uma memória. Tornando fácil se perder no tempo ao som de belas canções ao violão, canções que podem roubar sorrisos simples e lágrimas de saudade.

Dear John Soundtrack (Songs) Track-Listing
1. Paperweight – Joshua Radin & Schuyler Fisk
2. The Moon – The Swell Season
3. Amber – 311
4. Excelsior Lady – The Donkeys
5. Things & Time – Wailing Soul
6. Little House – Amanda Seyfried
7. This is the Thing – Fink
8. Think of Me – Rosi Golan
9. You Take My Troubles Away – Rachael Yamagata & Dan Wilson
10. Dear John Theme – Deborah Lurie


 Obs: Tem a música do Snow Patrol "Set the fire to the third bar" que faz parte, porém não foi composta para o filme, ela já existia.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Noite Feliz


 Quando eu digo que o Natal aqui em casa dura 6 meses ninguém acredita. Logo passa as festividades juninas e aqui os preparativos para o Natal já começa, como não seria diferente, hoje foi o dia de teste para a árvore de natal. Cada ano que passa a árvore cresce e com ela todos os apetrechos que fazem jus ao nome Enfeites de Natal.

 Só hoje eu montei uma árvore de 2,30 metros que eu fico imaginando como será a do ano que vem, e contei um tubo com bolas vermelhas. Por hoje foram só vermelhas e tinhas apenas 98 bolas de 2 tipos diferentes de detalhes que, obviamente, serão mescladas com outros tipos de bolas natalinas. Problema também é desmontar todo o artificial verde, arranhei um braço e quase perdi um polegar nessa história, é por isso que prefiro ficar com os enfeites, pois no máximo de trabalho é só contá-los ou arrumá-los em ordem para que fiquem acessíveis no depósito natalino daqui de casa.

 Vale lembrar que o Natal é uma época singular, onde cada um tem o Natal que escolhe. Claro que fazemos o possível para ter uma festa ou comemoração agradável a todos.


 Não só de enfeites, árvores e presentes é feito o Natal, a reunião de pessoas é muito importante, e é por isso que geralmente passamos com a família. Amigos também são parte fundamental aqui, tal qual os amores, não lembro ao certo se há festas paralelas para aqueles que estão em busca, mas eu sei que as confraternizações de fim de ano rendem histórias pro ano todo.


 Presentes são muito bem-vindos nessa época onde os descontos e bota fora dão um certo plus no orçamentos da lista de presentes. Vale de roupas até automóveis, de viagens até panelas, só não vale noivar nem casar nessa fase para aproveitar a festa e economizar, fazer isso é cair feio na malha da vergonha. 


 As únicas pessoas que lembram de nós no natal, são aqueles que nós devemos. Recebemos cartas de felicitações dos cartões de crédito, bancos, faculdade, dentistas, psicólogos e afins. Difícil receber correspondências de pessoas amigas, creio que apenas meus correspondentes internacionais é que me postam nessa época do ano, no demais, recebo as felicitações junto com o total a pagar.


 Sinceramente, não tenho a mínima vontade de trocar o fim de ano de sol e mar com os dos Norte, cheios de Neve e frio. Qual a graça de férias com gelo se a graça é se preparar para o carnaval? Pegar um belo bronze de férias, passar o feriadão em uma casa de praia... Enquanto alguns nos fazem inveja em frente as calorosas e iluminadas lareiras outros mandam cartões postais de belíssimas praia e coqueiros. 

Livre


 Me sinto livre.

 Ter liberdade não é só ter o prazer de ir para qualquer lugar, é também ter o prazer de pensar, falar, fazer, querer, sentir e ser o que quiser. Não preciso mencionar o tópico responsabilidade e respeito pois está implícito.

 Sabemos o que é ser preso e ser solto, poucos são aqueles que aproveitam sua liberdade em sentido absoluto. Não se engane, pois essa tal liberdade incondicional é muito rara e, muitas vezes, quando se choca com os vícios humanos é violentamente dizimada. Até hoje eu só conheci uma pessoa que era livre de espírito, era uma pessoa altamente estranha a tudo que eu conhecia, ela não se prendia a fatos ou mitos, tinha sua própria verdade, seus próprios conceitos, sentia-se completa apenas por existir e em se tratando de evolução tecnológica, ela também não tinha pressa em aprender.

 Sua vida era regada de felicidade em todos os campos, tinha seus momentos difíceis logicamente, mas sempre tinha frases que ajudam tudo e todos, tais quais:

"Se o problema é grande deve-se pensar em diminuí-lo, mas se ele for diminuto então porquê se preocupas?"

"Nada na vida é para sempre, tudo passa até uva passa!"

"Quem chora hoje, sorri amanhã. Se compras hoje, pagas amanhã. Tem ditado melhor?"

"Não somos feitos para sofrer, mas parece que gostamos de sentir a dor em certo momento da vida."

"Filosofar é como comer, uma hora dá dor de barriga."

"Se eu fosse rico, seria ainda mais rico. Se eu fosse pobre, seria mais pobre. Classe média é só uma estatística, não existe meio termo. Acostume-se."

"Mulher minha não trabalha, mas espera um pouco... Quem vai arrumar a casa?"

Tantos ensinamos são passados numa simples conversa, basta ter o olhar crítico e tirar a moral da história.

"Tire a moral da história, mas não a deixe desmoralizada." 

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Cabeça~de~Vento


 Tenho que concordar que nem sempre as coisas precisam ter sentido para que tenham razão, mas quando não se tem nenhum desses dois fatores, fica meio complicado se saber o que quer ou onde se quer chegar.

 Em uma dessas crises pluri-existenciais de exo-intimidade (in)existente, me deparei com a observação do ciclo de interação das pessoas ao meu redor e por mais louco que pareça, nada faz sentido. As pessoas falam algo e agem diferentemente daqui que se propõe, são paradoxais. Me vejo deslocado por não saber se o certo é falar e fazer ou ver e ignorar.

 Não bastando tudo ser mais complicado para mim, me vejo esses dias meio ausente da minha vida. Acho que tomei alguma droga que me fez efeito permanente, não sei se foram os anti depressivos, os relaxantes musculares, os placebos, os cubos de açúcar, ou minha imaginação contida em um frasco preto com uma caveira branca impressa no rótulo.

 Sério, algo está se passando, ou melhor, algo não está se passando e tornando os dias comuns e impossíveis. Os vários números prováveis e algorítimos da probabilidade infinita está se dissolvendo em algumas questões como Sim ou Não. E isto está bastando por agora.
 O vazio está contemplando pouco-a-pouco a mente, antes difusa em engrenagens de pensamentos e ideais que tomavam conta do espaço cerebral.


Embora seja Agosto, sinto-me apenas digno de existência. Não lembro a ultima vez em que minhas conversas eram tidas como "interessantes", não lembro ainda quando foi a ultima vez que sai com alguém e perdi a hora de voltar para casa, recordar algum debate sobre teorias da conspiração é de fato muito difícil hoje. 

Enquanto as coisas continuam paradas e a vida acelerada em degradê, carrego minha mente que se esvazia a cada dia que passa, a cada nascer do sol que contemplo com receio de ser um dia como os outros, sem possibilidades.

Bom Dia!


Bom dia,
Ouço o dia acordando,
Me espreguiço,
Relaxo o corpo,
Relaxo a alma,
Bom dia,
Chove lá fora,
Sinto o frio,
O arrepio percorre meu corpo,
Me levanto calmamente,
Bom dia,
Bocejo lentamente,
Respiro fundo,
Abro os olhos,
Vejo o sol aparecendo,
Bom dia.
Bom dia.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Escolhas De Uma Vida



A certa altura do filme Crimes e Pecados, o personagem interpretado por Woody Allen diz: "Nós somos a soma das nossas decisões".
Essa frase acomodou-se na minha massa cinzenta e de lá nunca mais saiu. Compartilho do ceticismo de Allen: a gente é o que a gente escolhe ser, o destino pouco tem a ver com isso.
Desde pequenos aprendemos que, ao fazer uma opção,estamos descartando outra, e de opção em opção vamos tecendo essa teia que se convencionou chamar "minha vida".
Não é tarefa fácil. No momento em que se escolhe ser médico, se está abrindo mão de ser piloto de avião. Ao optar pela vida de atriz, será quase impossível conciliar com a arquitetura. No amor, a mesma coisa: namora-se um, outro, e mais outro, num excitante vaivém de romances. Até que chega um momento em que é preciso decidir entre passar o resto da vida sem compromisso formal com alguém, apenas vivenciando amores e deixando-os ir embora quando se findam, ou casar, e através do casamento fundar uma microempresa, com direito a casa própria, orçamento doméstico e responsabilidades.
As duas opções têm seus prós e contras: viver sem laços e viver com laços...
Escolha: beber até cair ou virar vegetariano e budista? Todas as alternativas são válidas, mas há um preço a pagar por elas.
Quem dera pudéssemos ser uma pessoa diferente a cada 6 meses, ser casados de segunda a sexta e solteiros nos finais de semana, ter filhos quando se está bem-disposto e não tê-los quando se está cansado. Por isso é tão importante o auto conhecimento. Por isso é necessário ler muito, ouvir os outros, estagiar em várias tribos, prestar atenção ao que acontece em volta e não cultivar preconceitos. Nossas escolhas não podem ser apenas intuitivas, elas têm que refletir o que a gente é. Lógico que se deve reavaliar decisões e trocar de caminho: Ninguém é o mesmo para sempre.
Mas que essas mudanças de rota venham para acrescentar, e não para anular a vivência do caminho anteriormente percorrido. A estrada é longa e o tempo é curto.Não deixe de fazer nada que queira, mas tenha responsabilidade e maturidade para arcar com as conseqüências destas ações.
Lembrem-se: suas escolhas têm 50% de chance de darem certo, mas também 50% de chance de darem errado. A escolha é sua...!

Fantasia

Arte de @raytongart V oltei a ver alguns animes. E, desde que voltei, percebo o quanto o machismo e erotização é exagerada e comum. Todos os...