domingo, 30 de janeiro de 2011

Feriadão Caseiro

Eles se preparam o ano todo. Carros alegóricos, mulatas semi-nuas, baterias com mais de 100 pessoas, roupas, plumas, samba... SAMBA!
Falar de carnaval e não lembrar das mulatas na Sapucaí, é falar da Igreja sem falar dos pedófilos. [Foi uma comparação muito infeliz, eu sei]
As beldades carnavalescas esbanjam samba e silicone durante a noite toda e todas as noites do carnaval. Seja nas pistas do Rio ou de Sampa, o que importa mesmo é a escola que torcemos ganhar. O problema é o enredo que nunca faz sentido, como o nosso conhecido ENAPAIÊ: O encontro de Duque de Caxias com Monteiro Lobato no pantanal mato-grossense do terceiro milênio.
Pulando o enredo que nunca faz sentido com o que vemos nas avenidas, temos os gigantescos carros alegóricos que quebram, caem peças, tocam fogos, cheio de pessoas em cima segurando tocos de isopor. Eu já falei de todo papel laminado, luzes de neon e figuras de animais e pessoas que viram a cabeça?
Ah! mas ver um monte de gente se esguelando e suando litros é uma energia contagiante. Tipo uma pessoa começa o desfile com 67kgs e acaba com 53. Pera que o Titio vai te explicar, assim ó: 67kgs (-10 de roupas e plumas e -4 de suor que escorreu do corpo todo, principalmente do suvaco = 53kgs de uma pessoa mutilada pelo carnaval). Mas vale a pena, sabe por quê? Porque saiu na GROBO. E a família gravou em VHS pra mostrar pra vizinhança toda!
Sério gente gosto de ver as escolas de samba porque às vezes, eu disse às vezes, aparece algo interessante tipo uma ex-bbb que está dançando nua com o bico do peito pintado de tinta guache e a macharada toda na arquibancada dançando a dança da chuva, pode ser uma incrível mágica do pessoal "abre-alas" que deixou todos embasbacados, seja um tombo de alguém tipo a da Paulinha do BBB11 que caiu de cara no chão e eu peguei o GIF. Seja o que for, sempre tem algo pra salvar dessa coisas massante e repetida que "atrai" turistas e a Madonna e faz o povo do morro trabalhar ganhar prêmios (essa parte eu aprovo, porque tira muita gente do caminho errado).

O Baile

Umas das melhores coisas do carnaval, pra quem gosta logicamente, são os bailes de mascaras. É muito legal e saudável curtir um bem elaborado baile.
Não só pelo uso de máscaras, roupas bem costuradas e drinks saboros. Há de apoiar que uma festa de classe é o melhor. O carnaval torna esses bailes a expectativa de quem curte o alternativo, pra quem não gosta de abadá e lança perfume, estes bailes são a melhor opção.
Dizem que é coisa de velho, ou de gente antiga, mas no ultimo baile que eu fui tinha uma galera teen, que fazia o diferencial de energia. Tinha os pais e avôs, mas os filhos,primos e netos eram maioria. A música era marchinhas simples, eletronicas e vocais. Alternava as músicas clássicas, as músicas tradicionais do momento (axé) e set's do Dj.
Uma rave familiar que misturava tudo e nada ao mesmo tempo. Fui pra um baile desses apenas uma vez, até hoje não consigo esquecer, ou encontrar um igual. Mas os carnavais são pra isso, renovação de diversão e creio que este ano vai estourar!
Prepare sua fantasia, máscara, rebolado, frevo, voz, e coração... os bailes estarão aí e nós iremos!

sábado, 29 de janeiro de 2011

Que merda é essa?

Existe época pior do que o Carnaval pra se ter vergonha alheia? Acho que não.
Noção é algo que as pessoas perdem quando chega a cachaça e as roupas de mulher. Ah! Mas é só uma brincadeira, a vá... é mermo? Não compreendo qual a vontade desse povo se vestir de mulher, por mais escrota que o travecão seja, não é engraçado. Ver se requebrando, beijando uns aos outros, gritando e fazendo o diabo querer morrer também não é engraçado.
Já virou tradição brasileira, os homens se vestirem de mulheres durante um dia inteiro no carnaval. Isso pra não falar dos que se aproveitam pra sair do armário neh, mas enfim voltando ao assunto VERGONHA. Alguém não sai na rua pra não ver isso, ou todo mundo gosta de ver seus amigos, irmãos, pais saindo por aí dizendo e fazendo"Aloka"?
Uma coisa é brincar outra coisa é se amostrar, e francamente não vejo nenhum divertimento nisso, e até rir sobre eles como o cara aí de cima é desconfortante. Por isso que inventaram a expressão "Chuta que é macumba" e "Correndo para as colinas". Um belo dia você acorda e quando vai no banheiro, sai de dentro um cara desses... o que faria? Eu entraria em choque e simultaneamente teria uma crise de risos. é lamentável esse povo sem noção.
Mas é pra isso que serve o carnaval não é mesmo? Ter muitas histórias engraçadas para relembrar durante o ano e quem sabe durante a vida inteira... Bonito hein Falcão?

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Palavras ou Navalhas?

Alguns momentos de nossas vidas passam de uma forma que ao observar atentamente temos a impressão de tê-la visto em outra situação. Ao refletir sobre alguns acontecimentos percebi que, por vezes, é possível e mais provável que as palavras que falamos atinja mais gravemente a nós ou a outrem do que ações reais.
Não são só xingamentos e palavrões que machucam, mas qualquer tipo de coisa que falamos de forma pensada e inpensada, esta ultima é a mais comum. Pricinpalemente nos momentos de raiva, é que jogamos, como uma deixa, aquilo que realmente queremos falar e estava guardado a tempos.
Tem um ditado popular que diz assim: "A verdade é aquela que é dita nos momentos de fúria."
E não é que é verdade isso. Claro, sabemos o que é comum numa briga, e sabemos o que o motivo por trás delas. E por maioria, sempre a raiva maior é pelas palavras que são ditas com desdém.
Lembro que uma vez quando não fiz algo esperado, alguém me chamou convictamente de "Bastardo" e isso me dói até hoje. Não pela palavra, mas pela força que ela teve naquele momento.
"Pra bom entendedor, meia palavra basta" e isso pra quem sofre numa conversa ou discussão é tão suficiente quanto o primeiro golpe. Por isso que as vezes num cochicho ou numa conversa casual, é possível jogar uma pessoa num poço tão profundo quanto o olhar matador proferido pela pessoa que te ofendeu e está com um sorriso cínico na tua frente.
Então meus caros aqui vai uma dica: Não há dica.
Até porque nem sempre somos os ofendidos, também somos ofensores. E como ofensor, eu sou cruel. Não vou mentir e dizer que sou um cara bonzinho, todos nós temos os 2 lados, prevalece aquele que te faz o caráter. Advinha qual é o meu melhor lado?

Entre amigos

Uma das melhores opções de diversão entre família e/ou amigos é a casa de praia.
Pode ser a casa de algum conhecido, alguém da família, um parente distante ou alugada mesmo.
Se a casa for muito próximo a praia é tudo que há de melhor, pois se for distante, algumas pessoas podem não querer ir a todo momento andando, e nem sempre o carros estão disponíveis. E sendo próximo o banheiro fica mais acessível e concerteza os quitutes que cozinhamos durante as farras.
Uma boa piscina não é descarte, pois nem todo mundo gosta do sal da praia. Piscina é boa pra relaxar, tomar banho noturno e namorar muuuuito. Já a praia é boa pra ir em grupos ou em pares. Ficar sozinho na praia é sinistrinho.
Ter muitos quartos deixa a casa com uma organização boa, mas pra quem gosta de descontração dormir todo mundo junto num vão só, se conseguirem dormir neh, é de fato memorável.
A grande onda de se viver num Big Brother por umas semana, é que não há como não levar histórias pra casa. Seja as grandes paneladas de comidas feitas pro almoço, seja pessoas dormindo pelas escadas. Ou quem não dormiu e pegou muita gente, ou quem não pegou ninguém só resfriado.
Pra quem aluga essas casas nessa época do ano, é preciso organizar bem ou sai uma fortuna. Seja pelo próprio aluguel, pelas feiras, pelos objetos quebrados, limpeza da casa... seja o que for. É bom se organizar mesmo!
Não importa a praia, só importa a turma que seja boa pra tirar boas histórias, fotos e coisas a mais.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

GYM

A academia de musculação é o melhor lugar para se observar inveja, orgulho e força de vontade. Quando voltei a malhar, percebi que nada tinha perdido com as pessoas que lá continuam suas séries de exercícios.
Preferia algo esportivo, mas como minha condição de tempo/espaço está de certa forma diminuta, logo tive que voltar aquele cubículo cheio de máquinas de ferro, músicas sem sentido e pessoas suadas.
O melhor é ver o trabalho funcionando no corpo, depois de exercícios localizados, pesos e pernas cambaleantes... tudo isso regado de suor e conversas sobre coisas alheias, não tão disfocado do BBB11.
Pra quem é de fora, é complicado entender o universo das academias, onde a perfeição e imagem é tudo. Mas se olhar bem, todo canto é assim, nas lojas de departamento, salões de beleza, em restaurantes... Todo mundo está disposta a pagar o preço pra receber uma bela cantada ou uma lambida de testa.
Acredite que esta não é minha necessidade, acredite mesmo! Ter uma atividade esportiva, seja ela malhar, correr, nadar ou lutar é fundamental para alguém com problemas respiratórios, alérgicos, e/ou sedentários. Hi hi. Não que eu seja sedentário, mas fico nas duas primeiras opções.
Tempo e força de vontade é o que transforma a gordura em músculos. Não é fácil perder peso, nem tampouco se privar de comer isso e aquilo, ou deixar de fazer algumas atividades. A preguiça é a pior das coisas que acontece conosco. Parece que quanto mais atividades fazemos, mais a preguiça ataca, dá dor no corpo, sono, fome, mil outras coisas pra fazer, menos ir malhar.
Acho que se você tiver uma companhia para seguir contigo é muito mais simples, acho que é por isso que o personal trainer é tão bem procurado e pago. Ser pago pra gritar com alguém pra levantar da cama pra ir fazer abdominal, deve ser o melhor.
Sendo assim, deixo aqui o ultimo post do dia para ir malhar, sendo que arrumo mil assuntos para postar justo pra não enfrentar a longa caminhada sob sol escaldante, e os pesos e suor daquela academia.

De Pernas Pro Ar

Pra variar o cinema brasileiro nos mostra neste verão uma comédia de cunho sexual, sexual mesmo. A temática deste filme não é nada mais que uma empreendedora de um sex shop.
Como um filme tradicional de humor, temos a história desnecessária e os risos marcados por cenas improváveis. Quando é pra rir nós rimos, quando não é pra rir você finge que tá curtindo a história.
Sendo assim, o apelo as gargalhadas são enormes. Porém quem acompanha o universo do cinema percebe que a maior parte das piadas e trocadilhos são clichês, mas isso não deixa as coisas menos engraçadas.
Uma boa aposta de 100 minutos de pura diversão, De Pernas Pro Ar define que mesmo um filme sobre sexo, não precisa apelar para o vocabulário brasileiro. Os palavrões.
Acredita que o filme se passa de forma tímida, como se realmente fosse um ato sexual. Com direito a preliminares, atos bruscos e orgasmos. Isso fluindo de uma forma que não percebemos ao assistir, o tempo neste longa passa, que nós nem sentimos. O pior é que vemos coisas nele, tão fatídica que isso apimenta mais ainda o filme.

Nota: 7,0

Quanto mesmo?

Acredita que ainda existem pessoas que só se aproximam de você pelo o que você tem? Acredita se eu disser que existem pessoas que só te procuram quando tem algum problema? Acredita ainda que existem pessoas que fazer questão de mostrar quem elas são por festas de Status?
Não acredita? A pois eu posso te apresentar alguns amigos meus. Amigos mesmo, tipo de maternal.
É incrível como a mutável personalidade de alguns vai de vento em polpa, seja lá o que isto queira dizer. Tão provável que eles também achem que eu esteja ficando ultrapassado, chato ou atém mesmo sem graça. Se torna ninguém nas mãos de pessoas com esses credos é muito fácil, basta você não ser/fazer o que explicitamente eles querem.
Se precisarem de você e você negar ajuda, eles somem que você nem acredita no tempo para voltarem a te pedir algo, assim como os interesseiros que você esbanja humildade e você sai como pobre da história ou mesquinho. Papel de otário na minha vida não dá não viu?!
Já passei da fase "vou deixar você ir só pra ver até onde você vai", agora comigo é na base do jardineiro, só podando o que for de errado e deixando crescer os galhos certos nesse jardim da amizade. Serei sempre o mesmo, avaliando e analisando tudo e todos como muito critério. Critério este que me faz ver que as pessoas mais próximas sempre são as primeiras a te dar as costas, a ter novos amores, novas intrigas, novos tudo. Inclusive novo melhor amigo de infância, que concerteza é mil vezes melhor que você.

Eu sou assim:

Creio que a figura mais fácil de ser conquistada neste mundo, seja eu.
Será que existe alguém tão besta e tão esperto quanto eu?

Acredito em Destino, Sorte, Horóscopo, Acaso, Karma, Deus, Liberdade de expressão, Políticos, Pastores, Padres, Advogados, Bandidos, Jornais, Fofocas de revistas, Filmes, Sonhos, Medos, Honestidade, Confiança, Mulher virgem, Homem sóbrio, Banda sem drogas, Drogas lícitas, Praias não poluídas, Poluição do espaço, Teoria do Caos, Tabela nutricional, Gordura que não engorda e na minha consiencia.
Me alegro com o Sol, Sorrisos, Músicas, Borboletas, Crianças, Piadas, Cálculos, Bolo, Anime, Amigos, Inimigos também, Pessoa ignorante, Pessoa errante, Discóbulo e Constantes.
Poesias e poemas de alguém ou do sistema, qualquer coisa que faça sentido ou lógica. Custa nada conhecer alguém e surpreendê-la? Acho que custa só atenção e querer. Alguém como eu tão amável como uma Cobra Incrivelmente Mortífera, só o nome assusta, pois a própria é puramente domesticável. Sem veneno ou stress. Unica e citável.
Vejo tanta coisa diferente de todo mundo, que as vezes me pergunto o que tem de errado com meu senso crítico, acho que é meio multiforme. Não vejo diferença entre algo barato e caro. Pra mim tudo vai com o conforto e reação. Uma carta é mais agradável que um email. Um sorriso é mais contagioso que um colar de brilhante aos olhos das mulheres do clube. E o beijo pode ser mais invejado que uma casa de luxo.

Sorte no Jogo, Azar no amor.

O que será que aconteceu com aquele que um dia foi um ícone de macho alfa? Acho que todos tem sua maré do amor, que assim como uma maré comum, tem suas cheias e suas baixas.
Mas se eu voltasse de onde eu vim, eu seria este quem vos fala, ou seria apenas outro ser? Dizem que enquanto sua mão vem boa, seu coração torna-se desabitado. Não deixa de ser uma máxima do cotidiano, mas creio que não funcione desta forma.
Alguns antigos diziam que parar ter algo tínhamos que sacrificar outra coisa de mesmo ou maior valor. Os alquimistas acreditavam que era possível a transmutação. Será que essa lei se aplica a sentimentos? Se não como fora possível a criação desse bordão tão famoso? Notável que as teorias sobre jogos e relacionamentos variam de jogador para amante, e cada um com sua visão.
Amores de filmes e novelas acontecem todos os dias, em qualquer lugar. Assim como os filmes de terror. O problema é justamente o protagonista, esse mesmo que vos fala agora, será que nesse filme que vivo sai algo de interessante, no mínimo duradouro e/ou acolhedor? Até a Paola tinha o Carlos Daniel.
Enquanto vou bem no Poker aguardo ansiosamente minha maré de azar nos jogos começar. Só ganhar não tem graça se você não tem com quem compartilhar suas vitórias, não é mesmo? As férias estão acabando e nenhum progresso tive, ao contrário, vejo que quanto mais tento mais longe fico do meu propósito. Diversão por uma noite todo mundo tem, alguém pra conversar enquanto estás internado no hospital é raro de acontecer.
Vi um filme essa semana e me dei conta das possibilidades do amor, disso e muitas imagens legais, seguido de uma super trilha sonora que já roubei como minha OST. Creio que para estacionar minhas turbulências preciso ter um tempo com o mar, e isso não é conversa de surfista não.
Para finalizar esse post e não parecer deprimido, continuo a dizer que estou jogando muito e aprendendo e ensinando neste jogo de azar. O que importa é a diversão e os momentos gravados na mente, não só o prazer de ganhar ou quanto ganhar. Para o restante deixo na sorte, esta que me guia quase sempre.

Minta para mim.

Minta para mim enquanto é cedo. Diga que não quer me abraçar. Que não gostas do meu cheiro, que meu beijo não te provoca. Minta para mim do jeito que só você sabe, me diz que não é ninguém importante te ligando. Me diz que quer atender teu celular enquanto estou mordendo tua boca, deslizando meus lábios pelo teu pescoço. Apenas minta.
Minta dizendo que não gosta de mim, que quer fugir dos meus lençóis. Sussurra que não me ama, mas teus olhos tão próximos aos meus me dizem que me amas profundamente. Mas continue mentido, me diz que não tem ciúmes do meu jeito de falar com as outras, vai minta. Me dá algo para lembrar que era mentira, mas tenta não ser tão sincera.
Respira, não perca o ritmo desse jogo. Entre braços e abraços, pernas e mãos, não esqueça de respirar fundo ao mergulhar no meu amor. Respire normalmente, como faz ao me ensinar a pescar. Respire depressa como a nossa primeira vez. Minta que não tiro teu fôlego.
Prometa que terá uma desculpa esfarrapada bem melhor na próxima vez. Promete que me verás novamente quando eu estiver sóbrio. Não minta que prometeu.
Devagar, é como suas mentiras caem no meu colo. Provoque-me fazendo te querer como nunca. Mas promete que as tuas mentiras serão sempre tão sinceras, que nunca irão me machucar. Eu tento não mentir, mas como sabes sou um péssimo mentiroso e assim minto que vou te ver de novo.

domingo, 9 de janeiro de 2011

Enrolados

Essa cativante história que nós conhecemos fora re-inventada, nosso príncipe é um bandido ao estilo Robin Hood, só que metido a gostoso e "esperto" demais, o que deixou a igenua Rapunzel meio que encantada.
A bruxa do filme é uma verdadeira "filha da puta", é incrível como a Paola Bratcho é encarnada nesta personagem.
Note que a princesa da torre é meio bipolar, o que traz muita gargalhada no filme. Personagens carismáticos como seu fiel amigo Camaleão torna o filme simples e tradicional, já outros são muito mais do que esperamos como o Cavalo do rei, que na verdade é um Cãovalo.
A história tradicional é dotada de fatos mágicos e aqui é dito o porquê da princesa ser aprisionada e sua fuga. Como costumeiro nos filmes da Disney, chorar nesse filme é muito fácil, assim como foi em Toy Story 3.
Uma história simples, cheia de cor e humor é uma boa pedida para todas as idades. Com amigos ou sozinho, é possível se deparar com animações sensacionais com poucos recursos. Afinal um desenho com olhos grandes e com atitudes firmes também é meigo e singelo.
As músicas são ótimas e fácil de pegar, todas as canções são estratégicas e não-massantes.

Nota: 9,5

Tron: Legacy

A aposta de 3D não me atraiu, assim fui logo assistir ele em 2D mesmo.

Não me decepcionei.

Creio que o 3D seria mais dimensional que efeito matrix [matrix = coisas vindo na nossa direção]. Ao contrário do que esperava, Tron se desenvolveu de uma forma ansiosa e rica em detalhes.
A história que é clichê, deu pra se engolida com muito efeito especial. Percebi que o Clu era CG no fim do filme, a maior parte do sistema lembra fielmente o do Tron de 1900 e 8 bits. Os jogos tão esperados deram um show de expectativas.
Sabendo que o mocinho errante não iria morrer nem tão cedo, mas mesmo assim dá pra ficar instigado no jogo do disco e no jogo da moto, que fora incrivelmente recriado. Pra mim a melhor seqüência do filme.
A trilha sonora tornava tudo sombrio e jogável, era incrível se deparar com sons que disparavam as pupilas para aquelas luzes e sobras na grande briga. Creio que assistiriam novamente fácil fácil. Um filme que aprovo. Quem gosta de boa continuação, curiosidade de cenas, velocidade e mulheres bonitas vai adorar esse filme.
Ah! E quem espera ver o antigo Tron [personagem do 1] não se enganem, ele não aparece, é só um figurante de merda que tem uma fala no fim do filme. Esperava mais dele ¬¬'

Nota:8,0

Sou legal, não estou te dando mole.

Sinto comunicar que perdi mais um amigo. Não se preocupem ele não morreu, ainda.

Apenas se revelou apaixonado por mim. Desculpas mas, assim não dá.
As pessoas devem perceber o que é real e o que é virtual. Fala sério.

O engraçado é que geralmente isso acontece por eu estar sempre ao lado deles quando alguma coisa muito muito ruim acaba de acontecer, seja o falecimento de alguém da família, a demissão de um emprego muito bom ou o desfazer de um casamento ou relacionamento super estável.

Ser o ombro amigo tem essas desvantagens. O pior é que na cara de pau, chegaram a mim e disseram: "Mas eu pensei que você também estava afim, você é tão atencioso."

Me diga com quem não sou atencioso? Só com as pessoas que não tenho apreço, não conheço ou "pessoasinhas" de merda. Os restante eu me preocupo e cuido de formas diversas. Com a intimidade mais profunda, é possível eu fazer mais e mais, mas nunca esquecendo o objetivo. Se as pessoas pudessem separar as coisas e não se apegar no mais fácil [a ilusão], poderiam aproveitar melhor minha amizade.

Não é questão de preconceito nem nada, é questão de alimentar algo que não existe. Não vou deixar de ser legal com meus amigos por isso, mas vou deixar claro, sempre, minha intenção. Continuar da mesma forma com este que está "apaixonado" por mim, claro que não vou poder.
Seria repetir o mesmo caso da Jake ou do Thiago, e aquilo não foi nada saudável.

Beija-me

Perdeu-se no tempo a qualidade das pessoas num encontro casual. É possível bater recordes de beijo numa unica festa, balada ou show. O ato de beijar tornou-se banal e constrangedor.
O beijo de língua, beijo no rosto, beijo na mão, beijo na testa , beijo no queixo e o selinho, perderam seus valores e significados. Não acredito que isso seja possível até com os antigos, cadê a tradição de namoro de porta? De beijar quando estiverem a sós? Hoje é tudo tão natural que beijar se tornou "pegar", amassos se tornou "pegação" e transar tornou-se "ficar".
Agradeço por minha conduta e pensamentos tradicionais, e não dou apoio a essas teorias evolutivas e promíscuas. Beijar é, para mim, o ato de maior valor numa relação física. Você sabe o que uma pessoas quer de você, só pelo beijo. O tipo de pessoa pela forma de beijar.

O ato em si nunca varia. Mas cada beijo carrega consigo um significado próprio.

Pode carregar a eterna devoção de um marido...
...Ou o enorme remorso de uma esposa.
Pode simbolizar a preocupação crescente de uma mãe...
...Ou a crescente paixão dos amantes.

Mas o que quer que signifique, cada beijo, reflete uma necessidade humana básica.
A necessidade de se conectar com outro ser humano.


Este desejo é tão forte, que é sempre surpreendente quando algumas pessoas não o entendem.

Bisturi

Ainda bem que a vida não vem com um bisturi.

Porque se viesse, quando tudo começasse a doer, nós iríamos cortar, cortar e cortar.

Acontece que, o que tiramos com um bisturi não pode ser reposto.

Obrigado...


Por você me ouvir sempre que possível;
Por você falar comigo sempre que cabível;
Por você me ver mesmo invisível;
Por você se esconder de mim;
Por você me ajudar;
Por você não me ajudar, e dizer que estou fazendo errado;
Por você acreditar em mim;
Por você me desencorajar algumas vezes;
Por você me criticar;
Por você duvidar;
Por você questionar;
Por você me colorir de alegrias;
Por você me borrar de lamentações;
Por você me dar o dia;
Por você me velar a noite;
Por você tirar as pedras do meu caminho para eu não cair;
Por você colocar as pedras no meu caminhos para eu fazer pontes;
Por você me ensinar a ver o mundo de uma forma melhor;
Por você não me mostrar o mundo pior do que é;
Por você não me deixar beber até cair;
Por você me levantar quando eu cair de tanto beber;
Por você bater em mim quando eu roncar;
Por você me perdoar quando eu bater em você sem querer;
Por você dividir comigo seus segredos;
Por você fazer do meu ano novo, um dos melhores anos até hoje;
Por você me dar uma razão para escrever;
Por você existir em minha conturbada vida;

Simplesmente Obrigado!

O mesmo time

Imagem de AmalasRosa Converso com um controverso. É difícil no começo, depois se torna divertido, mas agora é só um monte de repetição. Repe...