sábado, 25 de setembro de 2010

The XX

Islands

I don't have to leave anymore
What I have is right here
Spend my nights and days before
Searching the world for what's right here

Underneath and unexplored
Islands and cities I have looked
Here I saw
Something I couldn't over look

I am yours now
So now I don't ever have to leave
I've been found out
So now I'll never explore

See what I've done
That bridge is on fire
Going back to where I've been
I'm froze by desire
No need to leave

Where would I be
If this were to go under
It's a risk I'd take
I'm froze by desire
As if a choice I'd make

I am yours now
So now I don't ever have to leave
I've been found out
So now I'll never explore

So now I'll never explore

Ilhas

Eu não tenho de sair mais
O que eu tenho está aqui
Gastar minhas noites e dias antes
Buscando o mundo para o que é certo aqui

Por baixo e inexplorada
Ilhas e cidades Eu olhei
Aqui eu vi
Algo que eu não podia mais olhar

Eu sou seu agora
Então agora eu não nunca terei que deixar
Fui descoberto
Então agora eu nunca vou explorar

Veja o que eu fiz
Essa ponte está em chamas
Voltando para onde eu estive
Estou congelado pelo desejo
Não há necessidade de deixar

Onde eu estaria
Se isso viesse a falir
É um risco que eu tomaria
Estou congelado pelo desejo
Como se fosse uma escolha que eu faria

Eu sou seu agora
Então agora eu não nunca terei que deixar
Fui descoberto
Então agora eu nunca vou explorar

Então agora eu nunca vou explorar

Hold My Hand

Aproveitando a passagem por uma música, estou postando para todos aqueles que confiam em mim, que me contam medos e segredos, que compartilham de alegrias e bons momentos. Já vivi muitos bocados segurando as mãos de vocês. Já pulei em tantos buracos pra resgatá-los. Já corri quilômetros em busca de uma só resposta para te acalentar.
Não sei como é possível um ser miserável como eu ser um ponto forte na vida de tanta gente, creio que poderia criar uma comunidade para ver tantos membros com um mesmo ideal de resposta.
É Interessante que todos que pousam em mim acabam indo embora com um sorriso no rosto, e eu continuo sereno do mesmo jeito que senti o pouso. Está para nascer alguém que eu peça a mão para segurar, alguém que arrisque tudo para me tirar do buraco, que chegue no natal e deixe a família para desejar um "Feliz Natal Meu Amigo".
Entretanto, a vida é isso. É fazer sem pensar, doar sem esperar receber, sofrer sem ter quem te console às vezes.
Mas não tenhamos medo de pedir ajuda, de fortalecer os laços de amizades, mesmo com aquelas pessoas que temos receios. Seguir em frente e fazer o máximo que podemos, só assim algo mudará. Não é?

Através do Muro

Através do muro da minha casa vejo a lua lá longe, amarela como o sol e convidativa como o mar. Lua esta que me guia e me faz querer atravessar o muro da solidão. Um muro que construo todos os dias apesar de, às vezes, não querer construí-lo. Ele me dá proteção e conforto deste lado, a segurança que procuro e tantos outros recursos que ele oferece por conexão.
Mas quando subo nele para poder enxergar melhor a lua, percebo que deste lado de cá, a vida é em preto e branco, meio acinzentado como o próprio muro. A angústia toma conta do meu eu, não dá vontade de querer descer de lá, e sentado agraciando a rainha do céu me perco em pensamentos, minha imaginação e lembranças se chocam e todo o tempo perdura na ideia irracional de não está naquele lugar imaginário.
Atrás de mim existe um mundo seguro, frio e monocromático. A minha frente está o mundo, com os riscos e suas cores vibrantes. A unica segurança real é saber que você me observa, daí do alto, por trás das nuvens, ao lado das cintilantes estrelas que sorriem para mim.
Me levanto para gritar, e de braços abertos puxo o ar com todo meu fôlego, grito o mais alto que posso. O vento frio é o único a responder, os dois lados permanecem em silêncio. Com um pé por vez vou caminhando, equilibrando-me pelo muro, tentando decidir o que fazer. Esperando até algo acontecer. Nunca é dia, nunca chove, nunca tenho fome.
Continuarei aqui em cima, até quando eu suportar ou alguém aparecer.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Onde você se esconde?

Há pouco tempo você tivera a oportunidade de retomar algo que deixou para trás, como doutra vez deixou tudo e partiu. Sei que fiz tudo o que eu podia naquela época, assim como seu pai dissera "Este menino pensa como um ancião", e também agi como tal, sem arrependimentos.
Sei quando você tentou se aproximar de mim, eu fiquei com medo, admito. Não quero viver coisas ruins se puder evitar, sei que julgo errado em demasia, pois todos mudam uma hora ou outra. Assim como te disse um dia antes de seu aniversário de 23 anos, lembro que você olhou para mim em teu seio e me dissera tão doce quanto raro "Não acredito que você exista, e não acredito que um dia morrerá. Uma pessoa como você é um marco na vida de qualquer um que permita você entrar." e em troca apenas balbuciei e tu ouvira assim "Tudo tem um tempo certo e motivo apropriado para acontecer"
Embora eu tenha amadurecido por tua causa, outras coisas esculpiram meu caráter, inclusive o apoio dos teus pais, que hoje não pertencem ao meu circulo de amizades pela distância. Minha juventude era dividida entre minha família, você, meus amigos, minhas festas e escola. Sabe o quanto era difícil esconder essas coisas uns dos outros? Deve ser por isso que meu grau de esquizofrenia aumentara. Me sinto em colapso sempre que passo pela tua rua, hoje repleta de prédios e lembro que em algum lugar dalí você morou um dia, onde a gente se divertia muito, e também brigava bastante por sua teimosia e porra-louquice.
Desculpas por não ter tido coragem de ir conversar com você, é que não quero estragar as lembranças boas e ruins que tivemos. Nossas emoções e anseios, tudo que ficou marcado em nós. Tenho medo de te procurar e aprofundar novamente, só quero um coleguismo. Preocupo-me por não ter um local pra te imaginar, apenas um perfume pra lembrar-te. Não sei onde estás, o que fazes, apenas não sei. Um elo que nos prende se dissipa e se costura todos os dias, como fazemos para manter tudo num equilíbrio perfeito? Será que um dia podemos conversar sobre nós e não brigarmos, será que você ficou melhor da sua teimosia? Será que eu estarei disposto a enfrentar meus tormento em relação à você?
Essas perguntas ficam em mim desde o dia que você passou por aqui de carro, incrível como você ainda sabe andar por Maceió. Na verdade essa cidade não mudou, nada não é? Mas eu mudei tanto, tanto mesmo que se fosse voltar no tempo com minha cabeça de hoje, acho que não tinha nem te olhado. Todos os meus conceitos mudam de acordo com o tempo, assim como a sociedade evolui com a tecnologia. Resta apenas minha saudade e a esperança de te abraçar novamente.
Saudades Chanel nº5.

Paixão (in)comum.

Não com essas palavras, mas com este sentido você chegou a mim, pedindo socorro. Assim como qualquer outro tipo de relacionamento, acredito que sempre há incertezas. Porém neste caso, tudo fica muito mais complexo, pena que vocês são jovens demais para ter convicção do que podem enfrentar, mas a vida é isso. É o risco, é a chance, a mudança, o erro e o acerto. Como todos que pedem minhas visões de perspectiva sócio-racional, dei meu conselho de amigo e apoio qualquer tipo de atitude que vocês venham a tomar.
Em se tratar de namoro e casamento sou muito delicado, tal como é a relação em questão, nem tudo que vemos é realmente o que acontece, deve ser por isso que os terapeutas de casais sempre tem muito que se aprofundar em relação ao casal e ao singular. Complica-se mais ainda quando um não cede, quando a relação é alcançada com o esforço de apenas um indivíduo, ou mesmo quando estes chegam ao ponto de não entenderem mais o porquê que estão juntos.
Sou atento aos questionamentos de qualquer um e sempre dou um palpite quando pedido, mas nunca dou uma afirmação do que se deve fazer, pois cada é um mundo diferente. Até porque quando se fala de reações temos muitas possibilidades, e arriscar neste mundo é, de fato, oblíquo.

Nosso Lar

Um dos livros mais deliciosos de se ler é a obra de Chico Xavier, por pensamentos de André Luiz, titulada de NOSSO LAR. Sendo um resumido de pós-vida deste mentor que encanta todos os dias com seus ensinamentos incríveis. De uma linguagem simples e inspiradora, nos transportamos através de um muro fantástico que ensinamentos espíritas e/ou cristãos.
No caso do grande filme aclamado pelo público tenho poucos comentários. Primeiramente um saudoso parabéns por um longa fantástico, bonito para o deleite dos leitores e religiosos, porém um fracasso de expectativa. Explicando sem delongas, este fracasso fora tão objetivo quanto carente, a atuação do André Luiz, não sei ao certo se é apenas minha opinião, acredito que Ashton Kutcher consegue ser mais expressivo do que nosso protagonista.
De cara observamos que a estrutura especial usada nessa metragem fora bem intuitiva, a imaginação consegue se apegar fácil a todo aquele sistema de brilho e espaçosidade que fora passado pela cidade Nosso Lar, e todas as aparições do universo, umbral e a Terra.
Não creio que seja um filme que se deva assistir muita vezes, como fazemos ao ler o livro tantas vezes. Mas para um produção "brasileira", um filme 100% brazuca com cara de americano tá valendo! Será que se mudarmos o idioma o gringo percebe?

Nota: 7,5

Verão!

Uma das coisas que o calor acompanha é justamente os corpos esculturais. Não fugindo desta prerrogativa, percebi que também tenho disposição para enfrentar uma bateria de exercícios e continuar com meu hábitos alimentares, por sinal bem saudáveis, e conseguir uma tonificação desejada por outros. Há quem diga que esse lance de "tanquinho" é coisa de viado, fresco e coisas do tipo, mas convenhamos que ao assistir à um programa de auditório na qual aparecem mulheres "boas" e homens "tanquinhos" agradam a todos.

Não por isso que eu realmente me matarei na academia, mas sim, porque eu tenho que regularizar minha glicose e colesterol ruim. Lógico que através de uma atividade física, juntando a minha falta de espaço e tempo, sobrou apenas os ferros e pesos do Gym. E não duvidem que ficarei dobrado e metido, pois acho muito difícil ficar deste modo facilmente, mas também não pouparei esforços para ficar bem de saúde, pois faz tempo que não padeço em agonia.

Quem quiser me acompanhar é bem vindo, pois este novo estilo de vida faz bem pro corpo, mente, espírito e bolso!

Push me
And then just touch me
Do I can't get my satisfaction
Satisfaction, satisfaction,
satisfaction, satisfaction

Fantasia

Arte de @raytongart V oltei a ver alguns animes. E, desde que voltei, percebo o quanto o machismo e erotização é exagerada e comum. Todos os...